(Opinião) Prefeito "doril": só quis tomar o poder público e sumiu...


Muitos prefeitos passaram três anos e alguns meses de suas gestões tomando doril, e praticamente se fizeram ausentes de seus respectivos municípios, ou seja, viviam sumidos. Nem o Google consegue achá-los nos primeiros anos. Vez outra é possível vê-los trancafiados em seus gabinetes, estes em muitos casos improvisados nas suas residências.

Em ano eleitoral, eles não tomam mais "doril". Distribuem sorrisos, apertos de mão, abraços e pagam contas em bares por onde raramente costumavam frequentar.

Aqueles velhos chás de cadeira nos gabinetes das Prefeituras, ao qual ninguém merece, não existe mais. O tratamento às pessoas passa a ser padrão FIFA. Não importa o que peça, a resposta, geralmente, será um "sim". 

É também comum, nessas épocas,  os integrantes do primeiro escalão (secretários), na segurança acústica de seus gabinetes, pedirem votos aos que procuram alguma assistência paga com o dinheiro público. Há casos em que o pedido vem através de uma coação moral em que as pessoas são obrigadas a votarem para não perderem o benefício pago com o erário público, como se isso fosse um favor e não uma obrigação!


Os prefeitos do tipo "doril" são péssimos à condução da administração pública. Fazem uma camuflagem no ano eleitoral para tentar enganar os eleitores. É obra básica para tudo quanto é lado e as vezes uma simples iluminação pública eficiente não há na cidade. E as ações em que são obrigados a realizarem, a exemplo do pagamento em dia dos agentes públicos, são transformadas em algo fantástico pelos asseclas, como se em seus respectivos municípios, todos fossem servidores da prefeitura.

Conforme o calendário eleitoral, a partir do dia 20 de julho, é permitido a realização das convenções eleitorais. Portanto, veja e analise em qual dos candidatos existentes em sua cidade, o que melhor apresenta as condições de proporcionar um governo participativo durante os 4 anos de administração. Escolha aquele que possa está mais presente no município e esteja atento aos problemas enfrentados pela população. Chega de prefeitos do tipo "doril" que somem durante os três primeiros anos e aparecem, somente, no ano de eleição.

Compartilhar

Sobre Rárisson Ramon

Rárisson Ramon, de Ipu - CE de nascimento e criação, é acadêmico de direito, faz participações em rádio e é blogueiro.