(Ipu-CE) "Vigiai e orai": DECON deixa uma grande lição aos empresários ipuenses

Foto: Expresso Ipu/Rárisson Ramon
Seguir as leis parece não ser o costume dos brasileiros, o próprio Professor Miguel Reale já dizia com a sua brilhante inteligência jurídica e filosófica que toda norma é criada para ser desrespeitada. E as palavras de Reale são verdadeiras, pois o famoso "jeitinho brasileiro" é uma das formas de burlar as leis em nosso país.


O Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor, através do projeto Decon Viajante esteve no município de Ipu, no dia 31 de março, realizando atendimento ao público e fiscalizando o comércio local.


Dentre as principais exigências do Decon aos comerciantes era a presença do livro de reclamação, código de defesa dos consumidores, presença de extintor contra incêndio e os famosos alvarás de funcionamento e sanitário.



O corre corre foi intenso por parte dos comerciantes em buscar regularizarem-se junto ao município e adquirir o material exigido pelo Decon. O medo de ser multado, de ter o comercio interditado, motivou o empresário local a cumprir o que está disposto em lei e de forma célere.

De certo modo o empresário ipuense despertou para a necessidade de adequarem-se as normas cogentes. Ficou a lição: não adianta somente orar, também é preciso vigiar!

Foto: Expresso Ipu/Rárisson Ramon

Compartilhar

Sobre Rárisson Ramon

Rárisson Ramon, de Ipu - CE de nascimento e criação, é acadêmico de direito, faz participações em rádio e é blogueiro.