Eleições municipais 2016: O que é preciso para vencer a eleição em Ipu?


Interessante pergunta contida no título desta matéria porque reflete a realidade vivida por muitas cidades interioranas onde o aflorar do sentimento político-partidário fica "a flor da pele". Em Ipu, se alguém perguntar a qualquer popular o que é preciso para um candidato vencer a eleição a primeira resposta que se ouvirá será com certeza: "o que tiver mais dinheiro"!

Não importa quem seja, a resposta não muda. Parece que o fator financeiro está enraizado no subconsciente de cada cidadão ipuense no que tange a vitória nas urnas. Entretanto, será se o candidato que tiver mais dinheiro será o melhor para Ipu? O que ele gastar na política de onde tirará o que gastou? Por que votar só em quem tem mais dinheiro?

Temos que mudar nossa linha de pensamento e acordar desse pesadelo capitalista a muito impregnado em nossas mentes. Ipu é cercado de pessoas dotadas de compromissos ao desenvolvimento do município, que não encaram a política como meio de emprego. Que estão cheias de vontade para oferecer uma renovação na política local.

Para Ipu mudar é preciso que os eleitores também mudem. A falta de: projetos desenvolvimentistas, obras estruturantes, medicamentos, insumos hospitalares, ambulâncias, transporte universitário de qualidade, limpeza de ruas, reparação de esgotos, carteiras escolares descentes, abastecimento hídrico regular etc., é consequência de uma escolha infeliz que o ipuense paga ao votar no candidato com mais dinheiro.

Se a Prefeitura virou negócio lucrativo, compete a nós eleitores quebrar essa prática mercantilista por intermédio do nosso voto. Precisamos dar as devidas respostas a quem quer só tirar proveito do erário público. O eleitor deve estar atento e ter a visão crítica em relação aos candidatos compradores de voto. Criminoso é quem compra e quem vende também!

Ipu dispõem de todo um conjunto de potencialidades que poderão torná-la o grande destaque da Ibiapaba. O que nos falta é realizarmos escolhas sábias na hora do voto. Optar pelo continuísmo é legar a cidade mais atraso em termos de progresso.

Deus nos concedeu o livre-arbítrio para que sejamos responsáveis pelas escolhas ao qual fazemos. Saibamos utilizá-lo a nosso favor!

E você, estimado leitor, ainda acha que o melhor candidato é o que tem mais dinheiro?
Ou seria melhor perguntar qual candidato tem mais caráter para assumir o paço municipal? Qual teria mais caráter para assumir uma cadeira no legislativo?

Mais dinheiro ou mais caráter? A resposta que soa melhor fica a critério de cada eleitor.



Compartilhar

Sobre Rárisson Ramon

Rárisson Ramon, de Ipu - CE de nascimento e criação, é acadêmico de direito, faz participações em rádio e é blogueiro.