Coluna Professor Cláudio César: "Quem quer mais do que lhe convém, perde o que quer e o que tem"


"Quem quer mais do que lhe convém, perde o que quer e o que tem"
(Pe. Antônio Vieira)

Por Cláudio César Magalhães Martins 


A sabedoria contida na frase acima, do ilustre jesuíta Pe. Antônio Vieira, que viveu no Brasil nos idos do século XVII, é mais atual do que nunca. 

Limitemo-nos à Operação Lava-Jato, que vem descobrindo roubos extremamente vultosos na Petrobras e em outras estatais brasileiras. Uma estimativa feita recentemente calcula em cerca de R$ 29 bilhões o total desviado por políticos, empresários e servidores corruptos. Para decepção nossa, o governo do país, a partir da gestão de Lula, patrocinou a roubalheira. 

A monumental crise que afeta o país no governo Dilma tem muito a ver com a corrupção generalizada que se instalou não apenas na Petrobras, mas em outras instituições do Estado, cuja missão é produzir bens em benefício da população. 

Vejamos agora a aplicação da máxima do Pe. Antônio Vieira ao momento atual. 

Grandes e ricos empresários, como Marcelo Odebrecht e Leo Pinheiro, encontram-se presos, sob ameaça de terem seus bens confiscados para cobrir os desvios praticados. 

Servidores graduados da Petrobras, como Renato Duque e Nestor Cerveró, são outros que, ao desejarem mais do que lhes convinha, amargam longos anos de cadeia, além do confisco de seus bens. 

Políticos importantes, como José Dirceu, Pedro Corrêa e Delcídio do Amaral, também foram parar na prisão, estando ameaçados de confisco de bens, além da perda de mandato (José Dirceu e Pedro Corrêa já o perderam). 

A presidente da República, Dilma Rousseff, que "fez o diabo" para reeleger-se em 2014, mediante a utilização de recursos oriundos de propina e de deslavadas mentiras, corre o risco real de sofrer o impeachment, além de ser condenada a pagar elevadas multas pelos crimes cometidos e perder seus direitos políticos. Seu antecessor, Lula, acusado por Delcídio de ser o responsável maior pela roubalheira que se implantou na Petrobras, está prestes a ir para a cadeia por lavagem de dinheiro e ocultação de patrimônio. 

Além das perdas materiais, os personagens supracitados, dentre outros, certamente perderão a credibilidade e os direitos políticos por 10 anos. Pergunta-se: valeu a pena tanta esperteza e ganância pelo poder e pelo dinheiro ? 

Termino repetindo a sábia e profética frase do Pe. Antônio Vieira: "Quem quer mais do que lhe convém, perde o que quer e o que tem." Que a lição dos fatos sirva-nos de alerta para que nosso comportamento seja íntegro e de respeito às leis. Do contrário, as perdas que sofreremos serão grandes e inevitáveis.

_____________________________________
Professor Cláudio César é graduado em Ciências Econômicas pela UFC (1970-74);

- Mestre em Administração Contábil e Financeira pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo, da Fundação Getúlio Vargas - FGV/EAESP - (1984-87);

- Técnico em Desenvolvimento Econômico do BNB (TDE), no período 1977-1995;

- Professor Adjunto da UECE, no período 1994-2014;

- Pró-Reitor de Administração da UECE (2007-2008);

- Atualmente, é vice-presidente da FUNDAÇÃO DE CULTURA E APOIO AO ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO (FUNCEPE), em Fortaleza (CE). Escreve semanalmente ao Blog Expresso Ipu sendo colunista colaborador.

Compartilhar

Sobre Rárisson Ramon

Rárisson Ramon, de Ipu - CE de nascimento e criação, é acadêmico de direito, faz participações em rádio e é blogueiro.