Coluna Professor Cláudio César: Há vida após a morte?


HÁ VIDA APÓS A MORTE ?

Cláudio César Magalhães Martins


Uma pergunta que assalta a cada um de nós é esta: há vida após a morte?

Nesta breve nota, examinaremos 3 respostas a esta instigante pergunta: a do Ateísmo, a do Espiritismo e a da Igreja Católica.


1. RESPOSTA DO ATEÍSMO

O ateísmo se caracteriza pela descrença em Deus ou em qualquer ser superior. No Grego antigo, o termo "atheos" significava "sem Deus, aquele que nega e abandona os deuses". Na Grécia Antiga, os ateus eram descritos como aquelas pessoas que rejeitavam as divindades adoradas por grande parte da sociedade. Tais pessoas eram consideradas "impias" e sofriam discriminação por parte de seus coevos.

Na atualidade, um ateu é descrito como aquele que nega a existência de um ser supremo, onipotente e onipresente. Entre estes, existem os ateus agnósticos, que não acreditam em Deus, mas não descartam a possibilidade de sua existência.

2. RESPOSTA DO ESPIRITISMO

O termo "espiritismo" (do francês antigo "spiritisme") foi criada pelo pedagogo francês Hippolyte Léon Denizard Rivail (conhecido por Allan Kardec) para nomear especificamente o corpo de ideias por ele sistematizadas no "Livro dos Espíritos" (1857).

Os principais fundamentos da doutrina espírita são os seguintes:

a) existência de um Deus, criador do universo, incluindo todos os seres racionais e irracionais, materiais e imateriais, os quais estão sujeitos à lei do progresso;

b) existência e imortalidade do espírito, compreendido como individualidade inteligente da Criação Divina, o qual está ligado ao corpo físico através de um conectivo "semimaterial" denominado "perispírito;"

c) volta do espírito à matéria (reencarnação), tantas vezes quanto necessário, como forma de alcançar o aperfeiçoamento material e moral;

d) pluralidade dos mundos habitados: a Terra não é o único planeta com vida inteligente no universo; outros planetas possuem mundos espirituais habitados (umbral, colônias espirituais e planos espirituais superiores);

e) possibilidade de comunicação entre os espíritos encarnados (vivos) e os desencarnados (mortos) por meio da mediunidade; tal comunicação realiza-se através de pessoas com determinadas capacidades (médiuns).

Para o espiritismo Jesus Cristo é o guia e modelo de toda a humanidade. Entretanto, não é considerado Deus. A moral cristã contida nos evangelhos constitui o melhor roteiro ético-moral que o homem possui, e a sua prática é a solução para todos os problemas humanos e o objetivo a ser atingido pela humanidade. "Fora da caridade não há salvação". A caridade consiste em benevolência para com todos, indulgência para as imperfeições dos outros e perdão das ofensas.

3. RESPOSTA DA IGREJA CATÓLICA

Diferentemente do Espiritismo, a Igreja Católica considera Jesus Cristo o Filho de Deus feito Homem e Salvador da humanidade. Não admite a reencarnação, pois, segundo os ensinamentos de Cristo, só se morre uma vez, havendo, em seguida, o juízo particular, no qual o homem será julgado por suas obras. 

Há 3 alternativas no juízo particular: a felicidade do céu para os que morreram na amizade de Deus; a purificação final no Purgatório para os que morreram sem estar completamente purificados; e as penas do inferno para aqueles que morreram em pecado mortal, ou seja, sem terem-se arrependido de suas graves ofensas a Deus e ao próximo.

No fim dos tempos, ocorrerá o Juízo Final, com a ressurreição de todos os mortos, justos e injustos. No Juízo Final, a justiça de Deus triunfará sobre todas as injustiças cometidas por suas criaturas.

Como se observa, existem profundas diferenças entre as 3 concepções ora apresentadas: para o ateísmo, tudo se encerra com a morte; para o espiritismo, há oportunidade de regeneração através de múltiplas reencarnações; já para a Igreja Católica, a morte significa o ponto final na possibilidade de salvação ou de condenação. Ressalte-se que tal doutrina se baseia nos ensinamentos bíblicos, particularmente na mensagem de Jesus Cristo, considerado o Salvador da Humanidade.


_____________________________________
*Professor Cláudio César é graduado em Ciências Econômicas pela UFC (1970-74);

- Mestre em Administração Contábil e Financeira pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo, da Fundação Getúlio Vargas - FGV/EAESP - (1984-87);

- Técnico em Desenvolvimento Econômico do BNB (TDE), no período 1977-1995;

- Professor Adjunto da UECE, no período 1994-2014;

- Pró-Reitor de Administração da UECE (2007-2008);

- Atualmente, é vice-presidente da FUNDAÇÃO DE CULTURA E APOIO AO ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO (FUNCEPE), em Fortaleza (CE). Escreve semanalmente ao Blog Expresso Ipu sendo colunista colaborador.
 
**A reprodução do artigo acima transcrito é somente autorizada mediante citação da parte autoral!
Compartilhar

Sobre Rárisson Ramon

Rárisson Ramon, de Ipu - CE de nascimento e criação, é acadêmico de direito, faz participações em rádio e é blogueiro.