Coluna Olívio Martins: Carta à Rede Globo de Televisão



Ao
Senhor Editor do GLOBO REPÓRTER 
REDE GLOBO DE TELEVISÃO
Rua Von Martius, 22 – Jardim Botânico
RIO DE JANEIRO - RJ
CEP: 22460-900


Senhor Editor,

Tive conhecimento através de blog de Ipu (CE) que equipe do GLOBO REPÓRTER, da Rede Globo de Televisão, esteve em Ipu, no dia 17/06/2016, fazendo filmagens para programa sobre o turismo na Serra da Ibiapaba, também conhecida como Serra Grande, com o objetivo de alavancar o turismo naquela região importante do Ceará.

Como ipuense e ecologista, fiquei envaidecido com o fato que, sem dúvida, vai mostrar ao Brasil inteiro as belezas da Serra da Ibiapaba, destacando-se a BICA DO IPU.

Visando a complementar as informações que a equipe do Globo Repórter recebeu em Ipu, gostaria de aduzir outras que, suponho, talvez não lhe tenham sido transmitidas.

Com efeito, Ipu notabilizou-se no Brasil por ter sido berço da “virgem dos lábios de mel”, na expressão do escritor cearense José Martiniano de Alencar, expressão esta cunhada no poema em prosa IRACEMA que veio a lume em 1865.

No entanto, o selo da BICA DO IPU (Fall of Ipu), lançado pelos Correios, em 12/12/2013, simultaneamente, em Brasília e em Ipu, veio dar maior visibilidade à Terra de Iracema, divulgando-a no Brasil e no mundo, haja vista que o selo é um veículo cultural, um passaporte que dá acesso a todos os países do mundo, independentemente de sistema político ou econômico, raça, cor e credo.

A Bica do Ipu – Fall of Ipu -, como pode ser vista no selo, é uma das maravilhas do Ceará, do Nordeste e do Brasil. É uma imponente queda d’água com 130 m de altura, uma dentre as mais altas do mundo. Fenômeno raro e de indescritível beleza é o chamado “Véu de Noiva” que ocorre quando o vento forte, soprando de baixo para cima, vai de encontro às águas tentando impedi-las de descerem do despenhadeiro de 130 m de altura, ficando elas pairando no ar e formando um verdadeiro véu de noiva. É, sem dúvida, a luta renhida entre as águas e o vento forte durante alguns minutos. Esta luta é, finalmente, vencida pelas águas. É um espetáculo deslumbrante e feérico que encanta e fascina a todos que o contemplam, levando o espectador a proclamar com o poeta latino Virgílio – O Cisne da Mântua - “Deus nobis haec otia fecit” (Deus nos deu este descanso).

A edição do selo da BICA DO IPU pelos Correios foi possível graças ao trabalho diuturno e persistente da Academia Ipuense de Letras, Ciências e Artes (AILCA) e da Associação dos Filhos e Amigos de Ipu (AFAI), engajando nessa luta toda a população ipuense e a classe política.

Espero - e disto tenho certeza – que a equipe do GLOBO REPÓRTER fará um belo trabalho de cobertura das belezas da Serra da Ibiapaba.

Fico à disposição de V. S.ª para quaisquer outros esclarecimentos que se fizerem necessários.

Cordialmente,

Olívio Martins de Souza Torres
Ecologista

________________________________

*Olívio Martins é membro da Academia Ipuense de Letras, Ciências e Artes (AILCA), técnico aposentado do Banco do Nordeste do Brasil (BNB).
Licenciado em Letras Anglo-Germânicas pela Universidade Federal do Ceará. Tem curso de pós-graduação na Bayerische Julius-Maximilians –Universität Würzburg (Alemanha). 
É professor aposentado de Língua e Literatura Portuguesa e Brasileira. Atualmente, dedica-se à Ecologia.
Escreve textos ao Blog Expresso Ipu sendo colunista colaborador.
Compartilhar

Sobre Rárisson Ramon

Rárisson Ramon, de Ipu - CE de nascimento e criação, é acadêmico de direito, faz participações em rádio e é blogueiro.