(Opinião) Momentos decisivos da política ipuense: ondas de mentiras em redes sociais tentam convencer eleitores indecisos

Foto: Repórter Francisco José

Fogos, buzinassos, apitassos, som de veículos automotores, micaretas, tudo vale na conquista por votos. Aliás, o que tem prevalecido na política ipuense são as inúmeras mentiras nas redes sociais. Cada um tentando espalhar falsas histórias sobre a campanha eleitoral deste ano na tentativa frustrada de convencer eleitores indecisos. A última foi a famosa bomba do dia 20! Até o presente momento nada estourou!

Temos que ter pensar crítico em relação ao conteúdo publicado em redes sociais. Naturalmente, que o pleito eleitoral consegue causar um relativo torpor na mente das pessoas de modo que as informações veiculadas passam a ser absorvidas sem nenhum critério.

Leitores, um dos ditados científicos que aprendemos nos bancos de faculdade é o seguinte: quando a fonte não é confiável a informação também não é. 

Há indivíduos da linha de frente da política ipuense que já perderão a credibilidade pelo que falam e pelo que escrevem. Conseguiram ganhar um desprezo público,  ainda há aqueles que não possuem aceitação nem mesmo dentro do próprio grupo. Acreditar em tais indivíduos é o mesmo que acreditar no saci-pererê, mula-sem-cabeça, Cuca, coelhinho da Páscoa, dentre outras ficções.

Eleitor, vote com convicção. Não se deixe enganar por histórias descabidas de que grupo A está aumentando e grupo B está diminuindo. Informações falsas sobre supostas pesquisas apontando o vencedor não devem ser levadas a sério. Lembrem-se que nem mesmo as que foram registradas no TRE-CE conseguiram convencer a literalidade do eleitorado ipuense.

Ao nosso entender nada está definido. A próxima semana será decisiva ao sucesso do provável vencedor! Até o dia 02 não acreditem em postagens de desesperados nas redes sociais! Nem perda seu tempo as lendo, tendo em vista que em nada agregará valor aos seus conhecimentos!

Compartilhar

Sobre Rárisson Ramon

Rárisson Ramon, de Ipu - CE de nascimento e criação, é acadêmico de direito, faz participações em rádio e é blogueiro.