Coluna Professor Cláudio César: "Dia de Finados"


O dia 2 de novembro, Dia de Finados, deve ser uma oportunidade de refletirmos sobre a transitoriedade de nossa vida neste mundo.

Com efeito, todos os dias temos notícia de mortes, às vezes violentas, às vezes súbitas, às vezes em decorrência de doenças, envolvendo, não raro, pessoas do nosso conhecimento e convivência.

A morte é a única certeza que temos. A cada dia que passa, a cada hora que nos é dada, encurta o período de nossa existência na Terra.

Um dito latino – "Unaquaeque vulnerat, ultima necat" – que pode ser traduzido por "cada uma (das horas) fere, a última mata, ilustra a precariedade desta vida, que pode acabar a qualquer momento. O grande arquiteto Oscar Niemeyer, após atingir a provecta idade de 104 anos, declarou que a vida não passava de um sopro.

Quem acredita em vida pós-morte tem a grande consolação de que a morte não é o fim de tudo, mas o início de uma nova forma de vida que perdurará "ad aeternum." Por outro lado, os descrentes, à medida que vão envelhecendo, chegam a desesperar-se, pois, segundo acreditam, voltarão ao pó da terra, sem perspectiva de renascerem em outra forma de vida.

Pessoas que já tiveram a "experiência quase-morte"- EQM narram visões belíssimas do outro contexto no qual ingressaram. Um exemplo recente é o do neurocirurgião americano Eben Alexander III, autor do "best-seller" "Uma Prova do Céu", onde narra as maravilhas que vivenciou durante o período em que esteve em coma profundo. Diz ele textualmente: "Minha experiência mostrou que a morte não é o fim e que a existência humana continua no além-túmulo. E, mais importante ainda, ela se perpetua sob o olhar de um Deus que nos ama e que se importa com cada um de nós." Vale ressaltar que, antes de passar por essa experiência, o Dr. Eben era um cético, defensor da lógica científica e exercia sua profissão de médico havia mais de 25 anos.

Em conclusão, devo dizer que a vida que nos foi dada nesta Terra é muito curta e efêmera diante do que nos espera no além. Depende de nós aproveitá-la da melhor maneira possível, preparando-nos devidamente para a vida eterna, que não acaba nunca.

_______________________________________________________________________
*Professor Cláudio César é graduado em Ciências Econômicas pela UFC (1970-74);

- Mestre em Administração Contábil e Financeira pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo, da Fundação Getúlio Vargas - FGV/EAESP - (1984-87);

- Técnico em Desenvolvimento Econômico do BNB (TDE), no período 1977-1995;

- Professor Adjunto da UECE, no período 1994-2014;

- Pró-Reitor de Administração da UECE (2007-2008);

- Atualmente, é vice-presidente da FUNDAÇÃO DE CULTURA E APOIO AO ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO (FUNCEPE), em Fortaleza (CE). Escreve semanalmente ao Blog Expresso Ipu sendo colunista colaborador.
 
**A reprodução do artigo acima transcrito é somente autorizada mediante citação da fonte!
Compartilhar

Sobre Rárisson Ramon

Rárisson Ramon, de Ipu - CE de nascimento e criação, é acadêmico de direito, faz participações em rádio e é blogueiro.