Equipe da Visa de Ipu participa de curso de Vigilância Sanitária em Sobral


A Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP/CE), através do Centro de Educação Permanente em Vigilância da Saúde (Cevig), promoveu o Curso Básico de Vigilância Sanitária, no período de 10 a 14 de julho, no Centro de Zoonoses de Sobral. 

A iniciativa contou com a parceria da Coordenadoria de Promoção e Proteção à Saúde da Secretaria de Saúde do Ceará (COPROM/SESA/CE), através do Núcleo de Vigilância Sanitária (NUVIS).

Este curso teve como objetivo capacitar profissionais de saúde (inspetores sanitários) inseridos no processo de trabalho em Vigilância Sanitária, com vistas ao planejamento, monitoramento e avaliação das ações relacionadas à prevenção e controle dos riscos sanitários no Ceará.



Dele participaram profissionais dos municípios da macro Sobral: 11ª CRES-SOBRAL( Forquilha, Ipu, Irauçuba, Massapê, Santa Quitéria, Sobral); 12ª CRES- Bela Cruz, Cruz, Itarema, Jijoca de Jericoacoara, Marco, Morrinhos); 13ª CRES(Guaraciaba do Norte, São Benedito,Tianguá,Ibiapina), 15ª CRES (Crateús, Independência, Ipueiras,Nova Russas); 16ª CRES (Barroquinha, Camocim, Granja,Tamboril).

Vigilância Sanitária

A Vigilância Sanitária (VISA) constitui um conjunto de ações articuladas, voltadas para a proteção e defesa da saúde. Insere-se no campo da Saúde Coletiva, sendo atividade exclusivamente exercida pelo poder estatal, objetivando o controle do risco inerente a produtos e serviços de interesse sanitário com consequências diretamente relacionadas com o estado de saúde da população.

A Lei Orgânica da Saúde (Lei Federal nº 8.080/90) define Vigilância Sanitária como um conjunto de ações capazes de eliminar, diminuir ou prevenir riscos à saúde e de intervir nos problemas sanitários decorrentes do meio ambiente, da produção e circulação de bens e da prestação de serviços de interesse da saúde, abrangendo: 


I – o controle de bens de consumo que direta ou indiretamente, se relacionem com a saúde, compreendidas todas as etapas e processos, da produção ao consumo; e 
II – o controle da prestação de serviços que se relacionam direta ou indiretamente com a saúde. A partir da análise dessa definição, verifica-se que a atuação da VISA é bastante ampla, complexa, envolvendo uma diversidade de objetos.




________________________________
Fonte:
Assessoria de Comunicação e Marketing da ESP/CE
Contato: 3101.1412 ( ascom@esp.ce.gov.br)
Facebook: espce
Compartilhar

Sobre Rárisson Ramon

Rárisson Ramon, de Ipu - CE de nascimento e criação, é acadêmico de direito, faz participações em rádio e é blogueiro.